Como o data-driven marketing pode melhorar seu ROI

Como data-driven marketing pode explodir o seu ROI.jpg

Publicado por primeiro em Hubspot

Que o digital trouxe uma infinidade de dados e possibilidades é indiscutível, assim como o fato de eles ainda não serem tão bem utilizados. Quantas vezes você teve dúvida de quais decisões deveria tomar em suas ações no meio de tanta informação? 

Já é possível encontrar dezenas de ferramentas e softwares que teoricamente organizam dados primários e facilitam o processo de decisão. Soluções de big data que prometem trazer dados de fontes externas também já estão disponíveis e trazem mais contexto e inteligência para decisões de negócios.

Mas para o mundo das métricas a principal dúvida fica em torno de qual estrutura escolher, porquê e como usá-la. Caso contrário, você ficará com métricas defasadas, sem respostas e sem conseguir melhorar o ROI de marketing.

No marketing é fundamental ter agilidade e rapidez nas decisões. A imprecisão pode ser a diferença entre uma estratégia bem sucedida ou falha. Por isso, saber explorar data-driven marketing é questão de sobrevivência para muitas empresas. 

O que é data-driven marketing 

Data-driven marketing, como o próprio termo sugere, é o marketing orientado por dados. É um processo que se refere a tomar decisões de acordo com o que se sabe sobre o cliente. Com ele é possível fazer uma curadoria mais eficaz dos dados no planejamento estratégico de marketing.

Uma estratégia com falhas na segmentação e dados inconsistentes pode ter resultados desastrosos. Por outro lado, é difícil acertar quando não se utiliza as ferramentas e processos corretos para aproveitar os dados disponíveis.

O data-driven é a resposta para a dúvida dos gerentes de marketing ou CMOs que se perguntam sobre o que fazer com tanta informação. 

O que o data-driven ou orientação por dados faz pela sua estratégia de marketing 

O primeiro passo para um processo de data-driven marketing de qualidade é ter um bom processo de mensuração. O segundo é ter um propósito de tudo que precisa ser mensurado, ou seja, quais métricas vai analisar e porquê. E por último, um sistema integrado que permita ter acesso à interações de diferentes canais.

A partir daí a vida do departamento de marketing vai ter tudo para ser facilitada e mais leve. Tem dúvida? Confira algumas das vantagens:

Campanhas altamente qualificadas

Ao conseguir separar as informações que são valiosas para as ações de marketing, é possível atingir um alto nível de qualidade nas campanhas.

Você pode, por exemplo, ter a certeza que as campanhas estão realmente sendo vistas pelos clientes ou prospects, qual o resultado efetivo de cada esforço e, principalmente, qual o impacto de cada campanha no negócio. 

Personalização da mensagem ao público certo

Você sabe o quanto é importante conversar com seus potenciais clientes de acordo com o estágio em que se encontram na jornada de compra. Imagine o como pode ser melhor aproveitada a interação ao ter uma mensagem ainda mais personalizada? E se fosse possível personalizar o site de acordo com o comportamento e experiência dos visitantes.

O consumidor exige ser entendido pelas marcas e com o drive-driven marketing você consegue fazer os ajustes necessários com teses e análises. Ofertas relevantes e personalizadas têm mais chances de sucesso nas campanhas quando você se orienta pelo fluxo de dados disponíveis. 

Captura dos dados de comportamento

Além de capturar informações precisas sobre o comportamento dos usuários, um processo de data-driven marketing permite que você faça comparações e tenha mais certezas do que funciona ou não para seu público.

Por exemplo, você pode colocar o histórico de clientes e comportamento de novos visitantes lado a lado e ver como um complementa o outro. Sabendo utilizar essas informações você gera oportunidades de conquistar novos clientes.

Visão holística 

Os sistemas integrados também têm a vantagem de oferecer uma visão global das informações. Isso é muito relevante tanto para negócios B2B quanto os que comercializam produtos ou serviços diretamente para consumidores.

Não se convenceu da visão ampla? Com ela você responde questões como qual caminho as pessoas percorrem até se tornarem clientes ou quais produtos elas costumam comprar primeiro e o que vão adquirir depois.

Data-driven e ROI de marketing 

Por fim deixamos a cereja do bolo, o motivo pelo qual te chamamos para essa conversa: o que o data-driven pode fazer pelo seu ROI. Provar com precisão o rendimento do ROI de marketing é um dos grandes desafios dos gerentes de marketing. Por isso você precisa de ações data-driven: 

  • Melhorias de 10 a 20% no ROI

De acordo com a Certain, empresas que implementaram o marketing orientado por dados em suas ações de marketing têm visto uma melhoria de 10-20% em seu ROI. Canais como mobile, navegação no site da empresa, redes sociais, e-mail, entre outros, podem fornecer informações valiosas. 

Com esses dados em mãos pode ser criado um ciclo positivo e focado em melhorar experiência do usuário, mais informações para a base de dados, aumento de leads, valorização da marca, promoção etc.

  • Comparação de métricas

É sempre importante lembrar que o ROI de marketing se difere do de vendas, que geralmente se foca unicamente no fechamento ou geração de leads. Ações de marketing visam aumentar os resultados, mas também agregar valor à marca. 

Tendo isso em mente, muitos especialistas defendem que o ROI de marketing precisa priorizar o valor de um cliente. Além disso, ele também deve estar orientado às metas da empresa. 

Apesar de as vantagens do data-driven marketing parecerem um pouco óbvias, poucos utilizam e tem um histórico de resultados por aqui. Por isso ela é considerada uma vantagem competitiva!

10-erros-comuns-inbound-marketing

Powered by WPeMatico